Whatssap na mira de um cartel

Amos Genish, presidente da VIVO, ataca o WHATSSAP utilizando
os discursos mais arcaicos possíveis

As empresas de telefonia celular que operam no Brasil- VIVO, OI , TIM E CLARO-  estão se sentindo acuadas e ameaçadas pelo whatssap devido à sua popularidade como um meio de comunicação mais barato. As tele- operadoras tem sentido queda das receitas pela redução na demanda pelos serviços de dados ( torpedos) e ligações. A razão disso é que o whatssap é uma rede social para celulares e o custo de utilização é simplesmente o que se paga para carregar o aparelho com créditos para acessar a internet. Basta acessar as ondas de wi-fi  e o usuário se comunica com seus contatos pessoais,o que equivale aos amigos adicionados no facebook, só que a um custo menor, se comparado com o custo de um torpedo cobrado pelas operadoras, que sai , em média , a 50 centavos o envio.

As operadoras, sob o pretexto de acusar o whatssap de concorrência desleal ou de  pratica de ”pirataria”, querem que o aplicativo se submeta à regulamentação da ANATEL . As empresas pagam 26 reais por linha autorizada, e o whatssap não tem custo ao ser associado às linhas dos clientes.  Ou seja, o aplicativo do facebook oferece um tipo de serviço mais barato do que as operadoras de telefonia celular, que estão investindo seus recursos para travar uma batalha judicial contra a utilização das mensagens de texto e de voz pelo whatssap. Segundo o presidente da VIVO, Amos Genish, o whatssap opera no país utilizando os números de celular que pertence às operadoras , que pagam pelo seu funcionamento . Só a VIVO paga 4 bilhões de FISTEL, imposto que incide sobre as linhas da empresa e sustenta a ANATEL, mas perde arrecadação quando seus clientes utilizam os serviços do aplicativo.

O WHATSSAP não é um problema, mas uma válvula de escape em relação às altas tarifas cobradas pelas operadoras
O WHATSSAP não é um problema, mas uma válvula de escape em relação às altas tarifas cobradas pelas operadoras

Outra questão que está preocupando as operadas é a queda de interesse nas ligações efetuadas pelos seus clientes   devido à utilização das ligações gratuitas fornecidas pelo whatssap, ainda que tais ligações não sejam estáveis ao longo da comunicação. Por outro lado, as ligações no Brasil estão entre as mais caras do mundo. E em um ambiente de regulação estatal onde imperam apenas 4 empresas de celular que não pensam na qualidade nos serviços que prestam a seus clientes, é natural que corram para um serviço mais barato na ausência de uma empresa que forneça o mesmo serviço com uma tarifa mais baixa. O WHATSSAP não é a causa do problema enfrentado pelas operadoras, mas uma válvula de escape em relação às altas tarifas pegas pelos consumidores,  que não tem outra opção melhor no mercado.

Cabe lembrar que o que prejudica as operadoras de telecomunicação não é um aplicativo que oferece um serviço mais barato, mas as amarras burocráticas do Governo que encarece o custo de operação das empresas e o fato de que qualquer empresa que gera sinais eletromagnéticos que trafegam no espaço precisam de concessão pública para operar, o que impede o setor de ser dinâmico uma vez que o Governo estipula condições para autorizar o uso de uma faixa de frequência para a geração dos sinais. A combinação da alta carga tributária com excesso de burocracia e ausência de livre mercado não traz outro resultado a não ser tarifas altas e serviços de péssima qualidade. As cláusulas de barreira impostas pelo Governo servem apenas para proteger as empresas  de potenciais concorrentes que poderiam oferecer o serviço com maior qualidade e menor tarifa, pois o aumento de provedores de um  determinado produto estimula a redução dos preços . No entanto, com um mercado fechado, cativo e refém do cartel das operadoras, a tendência é o consumidor substituir as formas tradicionais de comunicação pelas novas tecnologias, como Telegram, Skyp,Voip e o Já citado whatssap, que prometem serviços mais baratos . Brigar na Justiça contra essas novas modalidades de comunicação é remar contra o futuro.

Anúncios

7 opiniões sobre “Whatssap na mira de um cartel”

    1. O importante é saber as causas do aumento das tarifas. No meu ponto de vista, são os altos impostos e a falta de concorrência no setor, que para funcionar , é necessário que uma empresa seja autorizada a operar serviços por meio de uma concessão pública.

      Curtido por 1 pessoa

    2. O Governo poderia contribuir baixando as tarifas que incidem no licenciamento das linhas, ou revogando-as, pois a alta carga tributária do setor é sempre repassada para o consumidor final. E sem opções mais viáveis para suprir a necessidade de uma comunicação mais barata, o consumidor irá apelas para aplicativos mais econômicos, como Whatssao e Telegram. Se as empresas não inovaram nas modalidades de comunicação e taxar os aplicativos como sendo ”piratas”, isso não irá resolver o problema que foi causado, em parte, pelo Governo.
      O colega aí disse bem: concessão pública como condição para autorizar empresas do setor de telecomunicação a operar seus negócios cria uma barreira artificial para outras empresas que poderia contribuir para oferecer um serviço mais barato.

      Curtir

  1. No Brasil, a maioria das pessoas culpam os empresários por tudo que há de errado, mas estes só fazem algo errado quando tem o Estado protegendo. Simples assim.

    Curtir

  2. O grande problema do setor de telecomunicações são as barreiras impostas pelo Governo, o que acabar protegendo as 4 empresas que atuam oferecendo um serviço, muitas vezes de péssima qualidade pois elas tem um mercado cativo sem alternativas para atenderem as suas necessidades.

    Curtir

  3. Os empresários detém a concessão pública que disponibiliza uma determinada faixa de frequências. Quem não possui uma concessão , é visto como um clandestino, ” empresário-pirata” ou criminoso, ainda que venha a oferecer o mesmo serviço de telefonia ou de dados por um preço menor.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s