OS VERDADEIROS AUTORITÁRIOS

  •  A PM desfez o piquete que estava em frente ao Hospital
    Universitário. Nesta ação da esquerda, só os mais pobres se prejudicam, pois eles utilizam este serviço, extremamente essencial.
  • Um sintoma clássico da esquerda caviar: a hipocrisia e o desprezo para com seu semelhante

Apesar de eu ter críticas severas contra a Polícia Militar, não posso deixar de negar o excelentíssimo serviço que a corporação prestou à São Paulo nesta última semana.

Quarta feira passada, a PM desobstruiu o piquete que os vagabundos da USP fizeram no portão 1 da universidade.
Os funcionários estão em greve desde Maio porque não receberam o reajuste salarial. Porém , o orçamento da USP está no vermelho , pois o reitor da gestão anterior,João Grandino Rodas, fez a farra com o dinheiro público e excedeu as despedas em mais de 1 bilhão de reais. No entanto, não é impedindo a liberdade alheia que a greve terá sucesso. Os comunistas são tão autoritários que simplesmente quiseram se apoderar da Rua Alvarenga, a que dá acesso ao campus, pertubando o trânsito e impedido que os demais trabalhadores e estudantes entrassem no campus. Os comunistas do SINTUSP    (sindicato dos trabalhadores da USP) simplesmente decidiram ser os ”senhores” da vida alheia. Esse pensamento é tão esdrúxulo e infame que os grevistas se enxergam como seres superiores em relação ao resto da humanidade ao acharem que, impondo uma pauta em prol de sua causa, isso passa a se tornar justo, ainda que os meios empregados para tal sejam abusivos e autoritários.

    Os grevistas chegaram ao absurdo de trancar os 3 acessos da universidade, colocar óleo nas grades e ameaçar apedrejar os carros que ousassem passar pelo bloqueio impostos pelos comunistas. Não é nenhuma surpresa ameaçar destruir um carro, já que esse turma de débeis mentais odeiam a propriedade privada.

    Vale lembrar que o partido que controla o SINTUSP é o PSTU, o mesmo que controla o sindicato dos metroviários.

Um detalhe a se ressaltar: os salários dos servidores da USP estão acima da média que o mercado paga, mesmo com impostos, inflação e sem o reajuste exigido. Ao invés dos servidores se preocuparem com a manutenção de seus empregos- pois há em curso um plano de demissão voluntária- , em um contexto de crise orçamentária, preferem deflagrar greve de forma unilateral, passando por cima dos demais trabalhadores, olhando para os seus próprios interesses . No entanto, seus interesses não são os interesses daqueles que estão fora da greve. Pois quem trabalha, estuda e tenta buscar livremente seus interesses pessoais em busca de realização e mais provisão material não tem tempo para ser ”revolucionário”.

Aqui vai outro vídeo cobrindo a ação da PM no portão 2 da USP, próximo à marginal Pinheiros.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s