O TERRORISMO ELEITORAL

https://www.youtube.com/watch?v=BBCaQ-vyW3UU  (parte 1)
http://www.youtube.com/watch?v=J-b9D5W3iN8        (parte 2)
http://www.youtube.com/watch?v=iG-UImXK4RI          (parte 3)
http://www.youtube.com/watch?v=16ZGmqDulNs       (parte 4)
  • O sociólogo Demétrio Magnoli faz um prognóstico dos 8 anos
    de governo Lula e aponta os erros cometidos pelo PSDB durante
    2 disputas presidenciais, dentre os quais o vácuo de oposição

   A tentativa do PT em monopolizar as boas intenções políticas concedendo benefícios sociais  e roubando a paternalidade de tais iniciativas, ao mesmo tempo em que atribui à oposição o papel de ser contra tais direitos , tem alimentado o estigma do partido como o único representante das aspirações dos mais pobres. Tal postura vai desde se apropriar das idéias do governo anterior ( FHC, 1995-2002) ,ao ter afirmado que o antecessor ”desmantelou o Estado”  via privatizações ( que foram necessárias) até a tentativa de insinuar que o mesmo governara para 30 milhões de pessoas. Uma mentira  contada umas 1000 vezes acaba se tornando uma ”verdade”, no mínimo, uma bandeira de marketing político que tem triunfado em favor dos petistas, pelo menos, até agora.

A façanha política e nefasta  de reinventar a história do país não é devido apenas ao mérito do PT em tentar convencer o público com base em um discurso anti- privatista . O vácuo de oposição criado pelo PSDB, sua covardia e sua relutância em defender sua trajetória contribuiu para a disseminação deste estigma eleitoral. A guerra imoral de valores que o PT travou enquanto oposição perdurou mesmo no momento em que chegaram ao poder com a eleição de Lula. E tem sido assim.

     Só para citar um exemplo muito corrente: no nordeste, local onde o PT estabeleceu grande hegemonia por um longo tempo, os eleitores eram constantemente bombardeados com a ideia de que  se os tucanos ganhassem a presidência (tanto em 2006 quanto em 2010), eles iriam acabar com o bolsa-família, iriam governar para os ”ricos” , iriam acabar com o PROUNI . E  o processo de crescimento pelo qual o país estava atravessando iria parar com a vitória do PSDB. Onde estavam os tucanos para defenderem o seu legado? Porque a fuga do debate? Lula soube da importância do Governo de FHC e do legado que foi preservado. A política econômica dos tucanos teve continuidade com o PT no poder. 

A  bem da verdade é que o PSDB e outros partidos de oposição abriram mão de renovar o discurso de oposição, com valores de oposição, e passaram a disputar com o PT quem seria o mais qualificado em realizar as façanhas do  Lula  enquanto presidente, de modo a tentar cair nas graças do povo. O resultado desta opção foram  2 derrotas presidenciais para os petistas. O motivo? Talvez o eleitor tenha entendido que o PSDB deixou de ser uma opção política ao renunciar a um projeto de oposição e  se vendeu como a alternativa mais qualificada para dar continuidade ao que o PT já estava pondo em prática , o que não faz sentido do ponto de vista eleitoral.

Isso ficou muito claro quando o então candidato tucano , Geraldo Alckmim , se fantasiou com uma roupa coberta de marcas de empresas estatais com o objetivo de fugir do debate sobre as privatizações.  O partido não apenas jogou o passado no lixo, como deu legitimidade , mediante sua covardia, ao discurso petista contra as privatizações.  Pairou no senso comum a ideia de que privatizar empresas estatais beneficia os mais ricos , implicando na miséria dos mais pobres. Isso não é apenas falacioso, como tambem não corresponde aos fatos.
Nos anos 90, quando o setor de telefonia foi privatizado, o serviço passou a ser mais acessível e hoje temos mais celulares nos Brasil do que pessoas. Foi o Estado sair de cena para que o setor passasse a ser mais dinâmico, ainda que tal modelo de privatização não tenha sido o de proporcionar livre concorrência entre as empresas de telefonia celular.
Cabe outra pergunta: porque o PSDB se acovardou e não defendeu a eficácia das privatizações? Em meio ao vácuo de reação , o PT prosperou com a sua mentalidade anti-capitalista. Porem, muitos se esquecem de que quando o Estado, pautado em propor um modelo que visa diminuir sua participação no mercado, onde não mais precisamos de uma estatal para fazer ligações, a tendência seria pagar menos impostos , pois se o setor foi repassado para a iniciativa privada , não faz sentido manter uma empresa pública em funcionamento, mantida com impostos.
Em outras palavras: a redução do Estado implica em pagar menos impostos, isto é, quando de fato o Governo em questão prioriza reduzir gastos .

Quem tem boa memória sabe que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso deixou o país em  condições de retomar o crescimento econômico, com moeda estável e inflação nas rédeas . No quesito social, foi em seu  governo  que surgiram os benefícios sociais que hoje compõem o bolsa-família.

Ao contrário do ex-presidente FHC, o PT tem explorado politicamente a miséria alheia, fazendo desta um ”curral eleitoral” para a manutenção do poder , demonizando a oposição , prometendo a superação da pobreza via benefícios sociais, mas estrangulando o bolso dos trabalhadores com altos impostos. Para que haja várias concessões sociais, sem um mínimo de crescimento econômico que sustente estes benefícios, o bolso do contribuinte é quem  vira  o alvo.

Enquanto isso, a oposição, que não tem valores de oposição, ainda não caiu na real e repete os erros das outras eleições.

SANGUE NOVO NA ÁREA

    Recentemente o Partido Novo , de proposta liberal, levou assinaturas para se formalizar frente ao TSE.

Suas propostas já dizem por si só:

  • menos impostos
    livre mercado
    menos Estado
    incentivos à livre iniciativa
    ampla liberdade individual
  • site do partido: WWW.NOVO.ORG.BR
  • palestra do presidente do partido, João Dionísio Amoedo

bolsa-escola

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s